Descontrair e aprender

Descontrair e aprender

O aprendizado não é composto só de lógica e memória, mas é fruto de um conjunto de condições que, quando não estão presentes, um bloqueio se forma e simplesmente não se consegue assimilar o que se está tentando aprender.

Por isso há tempo para tudo no estudo. Existem horas que um jogo ou brincadeira é mais eficiente que um livro didático. Em outras palavras, é preciso descontrair para ativar a memória e impulsionar o entendimento.

Na aprendizagem de uma segunda língua isso fica bem mais evidente. Se o processo não for agradável, muitos “brancos” na mente começam a vir e ficamos mais confusos ainda. Isso é uma forma da mente reagir ao desprazer no processo de aprendizagem.

É claro que em muitos momentos teremos que estudar o que não gostamos, mesmo sem vontade de fazê-lo. Mas o melhor é minimizar a incidência destes momentos.

Estou deixando aqui uma palavra cruzada com termos técnicos do Inglês que estamos estudando em classe. Devo fazer isso toda semana, e espero que motive o estudo de forma mais descontraída.

Click aqui: crossword L1_blank para baixar o arquivo em pdf. A resolução em passo em aula e deixo também no facebook na semana seguinte.

Crossword-L1

Standard

Há sempre um caminho melhor

Há sempre um caminho melhor

A maior beleza da matemática é que existem vários caminhos disponíveis para chegar-se ao resultado correto de um cálculo. O melhor caminho é sempre aquele o qual conseguimos compreender e dominar melhor. Estudar usando a internet como ferramenta amplia este horizonte na medida em que nos permite ver várias explicações, feitas por diferentes professores, sobre o mesmo assunto. Uma delas certamente vai falar mais alto à nossa forma de raciocinar.

Estou deixando aqui vários links para explicações sobre a matemática básica que temos estudado em classe. Espero que seja útil e ajude a encontrar o melhor caminho para chegar ao resultado correto em cada problema.

Deixo apenas um conselho: Não tentem simplesmente decorar macetes e formas simplificadas ou rápidas de resolver problemas. Procurem entender o princípio que rege a resolução de cada problema. Quando isso é feito os macetes e simplificações se tornam muito mais úteis e poderosos.

Divirtam-se!

Links

Operação com frações

Equivalência de frações

Regra de 3 simples

Regra de 3 composta

Conversão de medidas (SI)

Potenciação

Potência de dez

http://www.efeitojoule.com/2009/09/potencia-de-dez-notacao-cientifica-10.html

http://atomoemeio.blogspot.com.br/2009/03/notacao-cientifica-multiplos.html

Radiciação

Calculo de raiz quadrada

http://www.pensevestibular.com.br/topicosdematematica/matematica-basica/calcular-raiz-quadrada-sem-calculadora

 

 

 

 

Standard

“A prática traz a perfeição”

“A prática traz a perfeição”

Este é um ditado muito conhecido e bem verdadeiro, desde que, a palavra “perfeição” seja bem entendida. Nos dias atuais a tecnologia mal aplicada, e o desejo ganancioso de ter sempre mais do que o necessário têm criado nas pessoas um sentimento de insatisfação e inadequação agudos. Parece que a cesta é sempre colocada tão alta, que quando se fala em “perfeição” o primeiro sentimento que vem é o da frustração ao invés da motivação.

A verdade é que ninguém é perfeito, e nem mesmo precisa ser. Não no sentido desta febre de megalomania. Contudo, a prática (ou o esforço em praticar) traz o aprendizado, com o aprendizado o senso de valor, com o valor o prazer e a satisfação, e com tudo isso a harmonia interna = “perfeição”.

Fazer exercícios para aprendizagem não deve ser nem um peso que nos esmague e nem uma luta para tirar 10 numa prova. Muito menos irá contribuir para nosso bem se for apenas uma ferramenta para nos sentirmos superiores aos outros numa espécie de competição. Devemos fazer exercícios para encontrar harmonia interna no que escolhemos aprender.

Estou deixando aqui o Caderno de Exercícios de Desenho Técnico. Exercitem-se para vocês mesmos a para ajudar aqueles que precisem da harmonia que vocês adquirirem. Logo vocês perceberão que a prática realmente traz a perfeição.

Standard

Sempre se pode achar coisas boas

Sempre se pode achar coisas boas

Uma das boas coisas da internet é que ela armazena muitas informações durante um grande período de tempo. Mesmo depois que determinado curso, livro ou programa já não existe mais, há sempre alguém que copiou é arquivou na rede, e então podemos alcançar o que de outra forma estaria perdido.

Semana passada eu dei a primeira aula de desenho técnico em uma das novas turmas da EDAPA. É muito bom ver as pessoas interessadas em aprender e com sede de novos conhecimentos. Na maioria das vezes a aula presencial é apenas o aperitivo da refeição que vamos fazer sozinhos.

Se você é um destes que quer saber mais detalhes, ver mais exemplos e acompanhar o estudo de forma didática em bem pensada, sugiro dar uma olhada no Telecurso 2000 Profissionalizante – Desenho Técnico.  O programa já não passa mais na televisão, mas você encontra todas as 40 aulas no Youtube, nesse link aqui: http://www.youtube.com/watch?v=nqRYZYIe7DE&list=PLAECCE33C9FC48FA5

Estou colocando aqui uma duas aulas, que tem material semelhante ao que vimos em classe na semana passada.

Para o pessoal que está baixando as nossas aulas, deixo também mais um slide que acrescentei na Aula-1.

Acabamento - slide novo

Ah… Se alguém quiser também a apostila do curso de desenho do Telecurso eu disponibilizei aqui no blog. Clique aqui.

Aquele abraço e bons estudos!

Standard

Começo de Caminhada

Criei este blog para facilitar o acesso dos alunos ao material que uso nas minhas aulas. Vou deixar aqui links de ilustrações usadas nas aulas, imagens que possam ajudar na compreensão ou motivar o estudo, todas as apresentações, áudios e vídeos que uso nas minhas aulas.

GILEDAPADizem que se conselho fosse bom não vinha de graça, mas seria vendido a alto preço… Mesmo assim me arrisco a deixar um conselho. Se acharem bom tomem para si, se não gostarem dele, joguem-no fora, afinal de contas, foi de graça mesmo… Bom, aí vai:

Não estudem apenas para transformar o conhecimento em dinheiro, mas para que o conhecimento os torne pessoas melhores. Se assim não for feito, mesmo o dinheiro ganho com muito estudo e trabalho duro irá transformá-los em pessoas piores.

Pensamento de MontesquieuPensamento de Chesterfield

Standard